Como demitir um funcionário? Veja o que fazer com estas 10 dicas

Como demitir um funcionário? Veja o que fazer com estas 10 dicas

Como demitir um funcionário? Veja o que fazer com estas 10 dicas

Dizer a um profissional que não deseja mais contar com seu trabalho é um dos deveres mais difíceis de um gestor. E com a pandemia do coronavírus, as empresas se viram forçadas a se adaptar ao mundo remoto, com isso, não apenas as admissões passaram a ser online, mas também as demissões. 

E com certeza, demitir um funcionário, ainda mais online, não é uma das experiências mais agradáveis que se possa ter.

É preciso saber que a demissão atinge não só a vida pessoal do colaborador, como também influencia diretamente na rotina de trabalho da equipe. Por isso, saber como demitir um funcionário do jeito certo é essencial para tornar esse momento menos desconfortável.

Pensando nisso, listamos, neste post, 10 dicas valiosas que ajudarão você a se preparar para que essa situação aconteça da melhor forma possível. Ficou interessado? Confira!

1. Marque uma reunião

Assim que a decisão pela demissão do funcionário for tomada, é necessário escolher o melhor momento para comunicá-la. Marque um horário, em um local reservado, para encontrar-se com o colaborador.

É importante que essa reunião aconteça logo após a resolução da decisão. Isso evita que você fique criando expectativas no funcionário com relação às possíveis promoções ou benefícios que a empresa venha oferecer.

Se organize para o encontro: anote todas as informações que precisam ser transmitidas. O ideal é que essa reunião seja individual, ou somente com os profissionais envolvidos, como quem fará os cálculos da rescisão, ou alguém do setor de RH, por exemplo.

2. Dê a notícia você mesmo

Nada de transferir a responsabilidade: a notícia deve ser dada pelo supervisor direto. Caso contrário, o funcionário pode ficar com dúvidas com relação ao apoio do chefe na decisão de demiti-lo.

Além disso, a conversa precisa ser pessoal, jamais por e-mail, telefone ou qualquer outro canal de comunicação. Formas de comunicação indireta podem gerar confusão na compreensão de quem recebe, muitas vezes por má interpretação do que realmente se queria comunicar. Além disso, a conversa pessoal mostra profissionalismo e respeito pelo tempo que a pessoa fez parte da equipe.

É recomendável contar com a presença de uma pessoa do RH ao comunicar o desligamento. Caso o colaborador reaja de forma agressiva, é importante ter um elemento neutro na sala para testemunhar o ocorrido e tentar mediar a situação.

3. Não demita de surpresa

Exceto em casos muito específicos, como a extinção de um departamento, a demissão de um funcionário não pode acontecer de repente. O líder deve sempre buscar solucionar falhas de desempenho e comportamento por meio de avisos, orientações e treinamentos. Assim, gradativamente, o colaborador se dará conta do seu possível encaminhamento.

No entanto, o desligamento deve ser o último recurso a ser usado, quando todas as opções já estiverem esgotadas. Assim, quando o momento chegar, o colaborador não será pego totalmente de surpresa, devido às tentativas de correção de rota feitas anteriormente.

4. Seja claro e objetivo

Não alongue a conversa além do necessário. Vá direto ao ponto e comunique a decisão com clareza, para que o funcionário não fique em dúvida se está sendo demitido ou apenas recebendo uma opinião negativa a respeito do seu trabalho.

Jamais use clichês como “isso vai ser bom para você”, nem peça desculpas pelo desligamento. A situação de demitir um funcionário não é confortável e isso pode irritar o colaborador ou fazê-lo pensar que está sendo vítima de uma injustiça.

5. Mantenha a cordialidade

Seja cordial o tempo todo. Neste momento, mostrar gentileza ajudará a amenizar o trauma e preservar a autoestima da pessoa.

Não seja grosseiro ou falte com educação diante de qualquer reação do funcionário. Ser respeitoso é um comportamento básico, que deve ser adotado com qualquer pessoa, independentemente da situação.

Lembre-se de que demitir um funcionário não significa que você não encontrá-lo no mercado de trabalho posteriormente. Portanto, o melhor caminho é manter uma relação saudável. Tenha em mente que ele pode ser contratado por um cliente da sua empresa.

6. Justifique a demissão

Toda demissão deve ser justificada. Durante a conversa, pontue quais falhas de desempenho e comportamento foram determinantes para a sua decisão. Isso será importante para o profissional repensar suas atitudes e se preparar melhor para o mercado de trabalho.

Ser transparente também evita que o colaborador pense que foi demitido por motivos ainda mais negativos, como discriminação por gênero, cor ou orientação sexual.

Desejar boa sorte pode ser positivo. É válido destacar que o funcionário tem competência para encontrar novas oportunidades em breve. Isso pode ajudar com a autoestima dele.

7. Explique os próximos passos

Durante a reunião, é importante referir os documentos necessários para as providências legais. Explique se será preciso providenciar mais algum documento e, caso não seja, entregue cópias com detalhes das verbas rescisórias ao funcionário.

Não se esqueça de conferir se não faltou nenhum documento essencial antes de encerrar a reunião e peça para que o funcionário assine toda documentação referente à rescisão de seu contrato.

Aviso prévio: o que saber sobre esse assunto

8. Envie um comunicado por escrito

Muitas pessoas ficam atônitas com a demissão e se esquecem de informações que foram passadas durante a conversa. Por isso, é importante enviar um e-mail reforçando os pontos mais importantes, como a forma de pagamento da rescisão e os motivos do desligamento. Pontue esses detalhes em forma de lista, para facilitar a compreensão.

9. Comunique o time sobre a demissão

Depois que a demissão ocorrer, é importante comunicar a equipe ao qual o funcionário fazia parte. Não entre em muitos detalhes, a clareza e objetividade devem ser mantidas também nesse momento.

Mantenha uma postura segura e garanta que os outros funcionários não fiquem com receio de serem demitidos. Deixe claro que a empresa valoriza os seus colaboradores para que todos continuem focados nas suas metas e objetivos.

10. Exclua todos os acessos do funcionário

Após a demissão efetivada, é importante desvincular o acesso físico e eletrônico do funcionário.

Aguarde que ele retire seus pertences e solicite qualquer cópia de chaves e aparelhos eletrônicos fornecidos pela empresa. Da mesma forma, faça com as senhas de acesso a computadores, programa e softwares.

Como pedir demissão sem prejudicar a sua imagem profissional

É recomendável também a retirada do nome do funcionário das listas de e-mail corporativo e do site da organização.

Essas foram as nossas dicas sobre como demitir um funcionário do jeito certo! Agora que você já está preparado para esse momento, coloque o que aprendeu em prática na próxima vez que precisar desligar um colaborador. Assim, a conversa será mais tranquila, tanto para você quanto para ele.

Você gostou deste texto sobre como demitir um funcionário? Lembrou-se de alguma situação que precisou fazer isso? Então deixe um comentário neste post e compartilhe com a gente e com nossos demais leitores a sua opinião e ideias sobre o assunto! Estamos curiosos para saber tudo sobre suas experiências!

Como demitir um funcionário

Como demitir remotamente? Confira 4 dicas do que não fazer na hora de demitir remotamente

O modelo não foge do tradicional que citamos acima, no presencial você tem o colaborador sentado frente a frente, permitindo que o anúncio seja mais humanizado. A tecnologia ainda não permite o toque a distância, porém existem alguns recursos que podem ser utilizados para diminuir a falta do contato físico. 

Demitir remotamente abrange muitos contextos além de apenas demitir o colaborador. A área de RH como um todo, deve estar atenta às questões de leis, questões emocionais e tecnológicas relacionadas ao colaborador, conduzindo a demissão o menos impactante possível.

Separamos dicas do que não fazer quando demitir um funcionário remotamente, confira:

Não demita por whatsapp

Pode até parecer meio lógico, já aconteceu com muitos colaboradores ao redor do mundo, que acabaram recebendo email/ mensagem via whatsapp informando sobre a sua demissão, sem nenhum contato humanizado e nenhum feedback real do seu gestor. 

Para isso não acontecer, planeje uma videoconferência para comunicar a notícia, de forma humanizada, mantendo a transparência na hora de realizar a demissão, sendo claro n a hora de expor os motivos. 

Não demita sem planejar

No momento da demissão, já tenha previamente o funcionamento da logística para o recolhimento dos equipamentos, caso tenha algo da empresa com o colaborador. 

Dessa forma, explique sobre os próximos passos do processo de demissão, e como funcionará a devolução dos equipamentos da empresa, dessa forma, você evita dúvidas e confusões. Tenha também um documento que as partes assine comprovando a devolução. 

Tenha processos bem definidos 

Seguindo as orientações do tópico anterior, assim como o onboarding, você deve preparar o offboarding, dessa maneira você ajuda o colaborador a lidar com os sentimentos dele e prepara-o para a nova oportunidade que está por vir. 

Também é necessário, na hora da videoconferência do anúncio de demissão do colaborador, preparar toda a documentação exigida para já ser apresentada ao colaborador. 

Crie um checklist com todo o processo e utilize ferramentas, plataformas de assinatura digitais são bem úteis nesses momentos. 

Evite controvérsias 

Esteja atento à gravação da reunião, ela irá comprovar que houve de fato a comunicação da demissão remota. 

Por isso utilize ferramentas como Obs Studio, que é um software gratuito para transmissão e gravação de áudio e vídeo. 

Inteligência Artificial em Recrutamento e Seleção: o que pode dar errado.

Quais são as vantagens da demissão remota?

Ainda que a demissão remota não apresente a humanização necessárias na hora de demitir um colaborador remotamente, esse modelo, apresenta alguns benefícios e vantagens, confira: 

Otimização do processo

Num mundo tecnológico, as ferramentas chegaram com força para reduzir tempo de processos e otimizar resultados, o que poderia demorar até 2 semanas, pode ser encurtado em 2 dias. 

Agilidade burocrática

Toda papelada física agora toma espaço no mundo digital, no mundo remoto, os softwares de assinatura digital ganham notoriedade, agilizando e otimizando os processos burocráticos de uma demissão. 

Diminui os erros

Com tudo centralizado em apenas um lugar e com processos bem definidos, a empresa fica mais bem preparada, evitando processos trabalhistas.

Assine a newsletter da RHOPEN

 

4 comentários em “Como demitir um funcionário? Veja o que fazer com estas 10 dicas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *