ao gerir a cultura organizacional da empresa da maneira correta, você cria uma ambiente mais profutivo

Saiba como gerir a cultura organizacional da empresa

Gerir a cultura organizacional da empresa é uma atividade complexa, que demanda clareza de conceitos, rigor e tempo. A cultura organizacional é um conjunto de princípios, valores e conduta que transmitem a personalidade da marca para o mercado. Uma cultura forte e bem incorporda pelos colaboradores passa a definir o comportamento dos funcionários, o modo de atuação das equipes e guia a tomada de decisões.

Grandes empresas líderes de mercado têm a característica de possuir uma cultura bem estabelecida e reconhecida. Marcas como Spotify, Netflix, Google, Nubank e Starbucks são famosas por gerir a cultura organizacional da empresa de maneira a gerar valor para seus clientes a partir do comportamento dos seus colaboradores.

Se você já pediu um Frapuccino de Brigadeiro em qualquer Starbuck’s, ou já precisou entrar em contato com os serviços de atendimento ao cliente do Nubank, sabe do que estamos falando.

Para atingir esse nível de maturidade, a ponto do comportamento ser reconhecido como uma qualidade da marca, é necessário que a gestão da cultura organizacional da empresa seja observada como um fator determinante para o sucesso do negócio. Mas não é só no tratamento dispensado ao cliente que a cultura organizacional se faz presente. A cultura interfere – postivamente ou negativamente – em todos os processos, tomadas de decisão e condução do negócio.

A seguir, vamos abordar alguns pontos fundamentais que definem a boa gestão da cultura.

Qual será a cultura organizacional da empresa?

Como já dissemos, existem alguns perfis diferentes de cultura que podem definir as características de uma empresa. Antes de pensar em gerir a cultura organizacional da empresa, é fundamental definir a missão, visão e o conjunto de valores e princípios que vão sustentar o jeito de ser e agir da corporação. Feito isso, é hora de encarar uma longa jornada de engajamento, incorporação e materialização da cultura da empresa e ações do contidiano e decisões gerenciais.

Como gerir a cultura organizacional da empresa?

Para gerir a cultura organizacional da empresa é importante ter atenção a alguns fatores chave que podem ser determinantes para que os valores sejam incorporados ao mesmo tempo em que as atitudes esperadas fluam pelo dia a dia do negócio. Vamos a eles:

Transparência

Comunicação é um fator chave de sucesso para qualquer estratégia que envolva a troca de informações entre pessoas, diferentes equipes e setores. Para que a comunicação seja realizada de forma dinâmica e efetiva, transparência é fundamental. É importante que, além do tráfego facilitado de informações, os colaboradores conheçam as atividades de seus colegas e saibam qual é o papel de cada um na engrenagem. Ambientes mais transparentes favorecem o compartilhamento de conhecimento e soluções criativas.

Promova a transparência na empresa fornecendo informações que possam dar aos colaboradores a clara noção do impacto da atuação das equipes nos resultados do negócio. Isso pode incentivá-los a perceber valor na própria atividade e dar insigths para melhorias.

Positividade

Quando você está inserido em um ambiente que promove a postividade, se sente mais leve, participativo e criativo. A postividade é um fator importante para sustentar culturas com foco em melhorias de performance. Qualquer desafio fica mais fácil de ser enfrentado quando estamos cercados de otimismo.

Promova a positividade buscando focar menos nos problemas e mais nas soluções. Faça previsões para antever riscos e promover melhorias em processos e serviços. Comemore sempre as conquistas individuais e das equipes. Procure trazer sempre o propósito do negócio atrelado a essas conquistas.

Acompanhe os resultados

Já é conhecido por todos que “aquilo que não é medido, não pode ser melhorado”. Traçar indicadores e metas vai sinalizar a performance dos times. A mensuração de resultados deve ser frequente e ritmada. A frequência vai engajar os colaboradores transmitindo a sensação de cuidado com o trabalho realizado e um tratamento mais justo. Para isso, é importante desvincular os resultados apenas de metas e indicadores financeiros.

Promova a avaliação de resultados amarrada ao feedback de mão dupla entre líder e liderados. Use os dados para validar os acertos de estratégias, comportamento e decisões eficientes e para corrigir rotas e abandonar iniciativas improdutivas. Lembre-se que a cultura é um norte que deve dar dinamicidade para a tomada de decisões, mas as decisões precsisam ser tomadas.

Reconhecimento

Mostre aos seus colaboradores o que é o sucesso e incentive-os a alcancá-lo. Todos gostamos de ser reconhecidos pelos nossos esforços e resultados que geramos. Não economize nas premiações e nos elogios. O reconhecimento merecido é gasolina para o engajamento e o sentimento de perticimento. Sendo assim, você terá colaboradores motivados, engajados, focados em metas e resultados e advogando em favor da empresa.

Promova ocasiões onde você pode expressar o reconhecimento da empresa aos colaboradores que alcançam resultados supreendentes. Sempre que puder, aproveite a oportunidade para tecer elogios sinceros aos melhores membros do time. Ofereça premiações e mostre ao time que o esforço de cada um tem valor, mas os melhores merecem o reconhecimento.

Escuta ativa

Ouvir com atenção é uma excelente forma de organizar a informação e tomar decisões de forma mais assertiva. Portanto, ao assumir que a escuta é parte fundamental no processo de evolução da cultura organizacional, os líderes precisam estar preparados para lidar com situações em que a escuta é necessária. As reuniões são um exemplo.

Promova reuniões bem planejadas, convide para participar somente os colaboradores que de fato precisam estar presentes. É importante que as reuniões tenham pautas específicas e objetivos claros a serem alcançados ao final do econtro. Se você elevar a qualidade das reuniões e mantiver a escuta ativa durante os eventos, terá acesso a informações mais claras e tomará melhores decisões. Faça a experiência.

Diferencie valores

É muito comum que a fronteira entre os valores do negócio e os valores culturais seja confusa. Mas é importante deixar claro que os valores do negócio determinam o perfli da marca para o mercado, uma instância diferente que transmite a maneira como a empresa conduz a entrega de produtos e serviços.

Já os valores culturais estão atrelados aos valores e jeito de ser da comunidade interna e à criação de um ambiente de trabalho favorável ao bem estar. É imporntante todos enxerguem essa diferença.

Não existe vácuo cultural

A afirmação é importante para ressaltar que cultura organizacional é algo que pode florescer independentemente da sua vontade ou planejamento. Sendo assim, é mais proveitoso que você, enquanto gestor, tome as rédeas da cultura e faça um esforço para conduzir as bases que irão determinar o tipo de comportamento, ambiente e normas onde o seu negócios vai se desenvolver. Se você não tomar parte na formação da cultura do seu negócio, uma outra cultura vai florescer ali de forma expontânea.

Neste caso, a expontaneidade de algo tão complexo pode ser negativo. Se já é uma atividade complexa criar um cultura organizacional e tranformá-la em algo paupável, pense no esforço necessário para substituir uma cultura – indesejada – por outra.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *