três profissionais trocam informações em uma reunião para ilustrar a comunicação assertiva nas empresas

Comunicação assertiva: uma habilidade essencial para lideranças

A comunicação assertiva é uma habilidade essencial para o exercício da liderança. Estabelecer padrões eficientes de comunicação nas empresas é um processo que depende da capacidade de gestoras(es) em manter um fluxo constante de informações de qualidade entre pessoas, equipes e setores do negócio.

Diversas técnicas podem ser aplicadas em momentos específicos para tornar a comunicação assertiva. Portanto, a habilidade de se comunicar de maneira clara, direta e concisa pode ser desenvolvida.

No entanto, falar de comunicação assertiva em ambientes corporativos exige uma abordagem um pouco mais aprofundada. É preciso reconhecer que a efetividade da comunicação é fruto de um processo mais amplo, que envolve outros elementos anteriores ao ato de transmitir a informação oral ou escrita.

Neste conteúdo, vamos apresentar, além dos elementos tradicionais da comunicação assertiva, outros fatores que estão por trás de um processo comunicativo eficiente. Apesar de darmos ênfase à comunicação a partir do ponto de vista das lideranças, as sugestões apresentadas a seguir aplicam-se ao conjunto de profissionais da empresa como um todo.

Se você busca meios de fortalecer as suas habilidades de comunicação e deseja comunicar-se de forma mais eficiente no ambiente profissional, continue a leitura. Vamos falar sobre o desenvolvimento de um contexto favorável para a comunicação assertiva e trazer dicas sobre detalhes que farão toda a diferença.

Ao final da leitura, você terá um guia para conduzir algumas situações profissionais onde a comunicação assertiva é fundamental para o exercício de uma liderança eficiente. Comece a aprimorar a sua habilidade de comunicação agora mesmo.

O que é comunicação assertiva?

A comunicação assertiva é aquela que não deixa espaços para falhas e que entrega a mensagem sem erros, ou seja, a comunicação assertiva é aquela que realmente funciona. Qual é o objetivo da sua fala? É preciso alcançar o propósito da comunicação, tornando-a efetiva.

Muitas vezes, a mensagem que alguém precisa passar fica prejudicada graças ao não desenvolvimento da comunicação. Imagine uma mensagem escrita: já aconteceu de você ler de um jeito e entender tal coisa, quando a pessoa estava usando outro tom que mudava totalmente o sentido da frase?

Verbalmente, é a mesma coisa: se você não souber como usar os recursos da comunicação para passar a sua mensagem sem erros, pode comprometer tudo o que é dito ou expressado. Isso não abrange apenas a sua fala, mas a sua postura em geral, contando até o tom de voz.

Como desenvolver essa habilidade?

Promova um ambiente saudável

O primeiro passo para estabelecer a comunicação de forma assertiva, é criar um ambiente positivo para esta comunicação. Portanto, é fundamental que as lidernaças estabeleçam sinergia, confiança mútua e segurança psicológica para que as pessoas tenham liberdade para dizer o que pensam de maneira expontânea.

Quanto mais seguras as pessoas tiverem, melhor será a comunicação entre elas.

A primeira impressão é fundamental

Sim, a primeira impressão é a que fica e você precisa utilizar esta máxima a seu favor. A primeira impressão é um momento crucial para você estabelecer conexão e iniciar a conquista pela confiança das pessoas.

O papel da liderança é fazer com que as pessoas saiam da sua zona de conforto para atingir resultados além do esperado. Para isso, é necessário conquistar a confiança delas. Caso contrário, será mais difícil tê-las ao seu lado. Portanto, procure causar uma ótima primeira impressão.

Dicas para causar uma boa primeira impressão:

  • Não fale muito de você é dê espaço para que as pessoas se apresentem;
  • Ouça atentamente e demonstre a sua atenção;
  • Não dê conselhos não solicitados, conquiste a confiança das pessoas antes;
  • Compartilhe histórias pelas quais você passou. Este é o melhor caminho para demonstrar autenticidade e vulnerabilidade.

Esteja acessível e visível

Costuma-se dizer que “quem não é visto, não é lembrado”. Essa é uma verdade também no universo corporativo e se tornou uma realidade ainda mais delicada após a adoção dos modelos híbridos e de trabalho. Estar presente nunca foi tão importante, principalmente para as lideranças.

Por isso, mantenha contato, participe ativamente das reuniões e não deixe de expressar o quanto você está disponível para receber feedbacks e conversar. Além disso, compartilhe informações constantemente e com transparência.

Reter informação não é um caminho aceitável para estabelecer relações de confiança

Seja coerente em suas ações

Mesmo quando não estão dizendo nada, as lideranças estão comunicando algo e sendo obervadas. Para ser coerente, é importante que você dê o exemplo e haja de acordo com aquilo que diz e sugere que as pessoas do seu time façam. Neste sentido, trate as pessoas com respeito e humanidade.

Não faça com os outros, aquilo que você não gostaria que fizessem a você.

Esteja atenta aos sinais emocionais

A comunicação assertiva também exige uma boa dose de inteligência emocional. Portanto, procure se conhecer e observe sempre os sinais que indicam estado de cansaço mental e estresse.

Programe pausas para aliviar a carga emocional e a tensão do dia a dia.

Pratique a empatia e procure colocar-se sempre no lugar das outras pessoas.

Primeiro de tudo: estude o assunto abordado. Não adianta você ser um mestre da persuasão se só estiver falando besteira. Então, antes de pensar em caprichar na emissão da mensagem, reflita sobre o real conteúdo e a relevância dele. Preocupe-se com a qualidade. Feito isso, temos 3 dicas para desenvolver a sua comunicação assertiva. Veja!

Conheça as pessoas

Há uma frase conhecida que diz assim: comunicação não é o que você diz, mas, sim, o que as pessoas entendem. Pois bem. O ponto principal de fazer a comunicação assertiva é conhecer as pessoas, porque são elas que vão receber a sua mensagem, seu tom de voz, sua expressão etc.

Claro que cada um tem suas peculiaridades, mas há formas de entender como a mente humana se organiza. Um bom exemplo disso é estudar os arquétipos de Jung, que são utilizados, inclusive, na construção de brand de grandes marcas. Quando você consegue entender essas nuances, torna-se capaz de alinhar o seu discurso.

Estabeleça conexões

Principalmente quando você vai tratar de determinados assuntos com uma pessoa ou um pequeno grupo — como a liderança da sua equipe ou o fechamento de uma venda diretamente com um cliente —, é muito importante saber criar conexões. Isso começa no seu sorriso, no aperto de mão, entre outros detalhes da sua postura.

Não se engane: isso faz, sim, parte da comunicação assertiva, afinal, quanto mais afeiçoada a você a pessoa for, melhor será também a receptividade dela às suas falas. Por isso, não deixe de se inteirar sobre como passar a imagem que você deseja. Uma boa técnica para praticar isso é o Rapport. Que tal tentar hoje mesmo?

Trabalhe a sua oratória

Por fim, mas não menos importante, é relevante, sim, desenvolver a sua oratória. Como você fala, como gesticula, quais palavras usa, qual ritmo e qual tom de voz: tudo isso pode ser trabalhado. Identifique quais são os maiores desafios que você enfrenta nesse sentido, ou seja, quais são as suas dificuldades.

Lembre-se de que algumas coisas, como ter domínio da Língua Portuguesa, são importantes, mas que se deve dosar tudo de acordo com o seu objetivo. Não adianta usar palavras rebuscadas e soar arrogante, entende? A comunicação assertiva é sobre gerenciar um recurso para ser claro e, assim, atingir objetivos. Tenha sempre isso em mente!

O conteúdo foi útil para você? Falando em melhorias na comunicação, preparamos um conteúdo com dicas infalíveis para fazer isso na empresa. Leia agora!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *