Como investir em treinamento e desenvolvimento de forma eficiente.

Conheça 3 aspectos relevantes sobre treinamento e desenvolvimento!

Treinamento e desenvolvimento andam lado a lado quando o objetivo da gestão de pessoas é contar com uma equipe engajada, produtiva e muito bem preparada. Essas ações — que não são sinônimas — trazem consigo a necessidade de planejamento e acompanhamento.

Pensando em como orientar esses processos, preparamos este post, a fim de destacar 3 pontos importantes para os gestores que desejam alavancar o capital humano das empresas nas quais atuam. Quer saber mais? Continue conosco nesta leitura!

Por que treinamento e desenvolvimento são importantes?

Tanto o treinamento quanto o desenvolvimento são importantes para o sucesso da empresa porque estão essencialmente ligados ao nível de preparo da equipe de trabalho. Se o desempenho do negócio depende de quem aplica esforços em prol dele, treinar e desenvolver se trata de um investimento que devolve alta performance como resultado.

Além disso, a capacitação dos colaboradores também implica diretamente no aumento do capital intelectual do empreendimento, elevando a atuação dele no mercado e afirmando o bom posicionamento que se faz, por meio do desempenho excelente em todos os processos internos, além de produtos e serviços prestados.

Como investir em capacitação de forma eficiente?

É importante entender o foco do treinamento, diferenciando-o de um programa de desenvolvimento: treinar é sobre o aperfeiçoamento de habilidades específicas, quando o colaborador necessita se apropriar de funções determinadas, executando-as com pontualidade.

O desenvolvimento foca em trabalhar as competências do colaborador enquanto indivíduo e profissional, ou seja, é planejado visando o crescimento da pessoa dentro da organização. Em relação às tarefas, é conveniente afirmar que treinar tem um direcionamento muitíssimo específico.

Em ambos os processos, valor é agregado à empresa. Destacamos, a seguir, 3 pilares para garantir que isso aconteça!

1. Identificação das necessidades da equipe

Analisando os resultados e o rendimento que a sua equipe está alcançando, você consegue identificar qual é o maior desafio enfrentado por ela? Os indicadores demonstram com clareza o que tem sido deficiente.

É importante pesquisar pela especificidade do caso. Se a empresa apresenta alto índice de turnover, por exemplo, é possível destacar diversas hipóteses para o acontecimento, como processos de recrutamento e seleção falhos, clima organizacional ruim etc.

Ao identificar quais problemas os resultados apresentam, deve-se investigar a causa, planejando estratégias para resolver o impasse. Aumento da produtividade, conscientização sobre normas de segurança, melhoria na qualidade dos serviços, todos esses podem ser focos de ações de capacitação.

2. Definição do melhor método de aprendizagem

Uma vez que a gestão de pessoas identificou o gargalo e sabe qual solução deve ser implantada, resta decidir como. Logo, o conhecimento sobre o perfil de colaboradores da empresa — tanto o real quanto o ideal — conta muito para acertar na escolha.

Há muitas ferramentas que podem adicionar dinâmica nos processos de treinamento e desenvolvimento. O gamification, por exemplo, é uma prática que está cada vez mais em alta quando o assunto é engajamento, podendo também ser aplicada sob a ótica da capacitação.

É importante contar com expertise nessa etapa, pois a escolha do método precisa ser totalmente aderente ao fit cultural da empresa, capaz de entregar o objetivo em tempo hábil, dentro do que o negócio necessita. Sendo assim, não deixe de planejar com cuidado, usando-se de parcerias estratégicas para isso.

3. Aplicação de métricas para melhorar constantemente

O ciclo da qualidade nos ensina: não adianta aplicar e não medir, pois o gerenciamento sem medição é impossível. Ao colocar em prática o planejamento de treinamento e desenvolvimento, devem ser pensadas as métricas para avaliar os resultados dos mesmos.

Qual é o objetivo? Ele foi alcançado por meio do método definido? Houve algum problema na execução? Estabeleça metas a serem alcançadas, ou seja, mensure também os prazos para alcançar os propósitos estipulados, avaliando o andamento deles.

A melhor forma de medir os impactos do treinamento e desenvolvimento da equipe é, de fato, fazendo a gestão da carreira dessas pessoas na organização, com foco no aprimoramento constante. Para tanto, conte com ferramentas e tecnologia para auxiliar nessa questão.

Agora, que tal criar o hábito de sempre se atualizar sobre o que há de melhor na gestão de RH? Somos especialistas e sempre pensamos em você ao produzir conteúdo: assine nossa newsletter e os receba em primeira mão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *