Duas pessoas olhando através da janela

3 dicas para tornar sua empresa sustentável enquanto negócio

Qual é o segredo das empresas sustentáveis? Vemos empreendimentos fechando o tempo todo, mas qual é o fator que diferencia esses casos dos negócios que perpetuam a atuação por anos e anos? Pense bem: ninguém abre uma empresa pensando em fechar. Caso haja intenção de fim, trata-se mais como um projeto que como um empreendimento.

Então, quem deseja direcionar a gestão pensando em estender o desempenho da empresa ao longo das gerações deve se atentar aos fatores que mantêm a sustentabilidade enquanto negócio. Trouxemos 3 pilares para orientar lideranças nesse sentido. Quer saber quais são eles? Veja a seguir!

1. Diretrizes estratégicas

Basta abrir a aba institucional do site de qualquer grande marca e lá estão as diretrizes estratégicas. Missão, visão, valores e objetivos não estão ali para meros fins ilustrativos. Esses pontos realmente formam a base da atuação empresarial. Sendo assim, o fit cultural dos colaboradores vai seguir esses quesitos.

É importante ter esses “grandes objetivos” definidos no planejamento estratégico, bem como quais são os valores e métodos cuja empresa está disposta a seguir para alcançá-los. A equipe naturalmente se alinha, gerando um posicionamento de mercado importante para a perpetuidade do empreendimento.

Propósito

O propósito é o grande farol de todo o trabalho que uma empresa executa. Por que esse empreendimento existe? Não estamos falando de qual serviço ou produto ele oferece, mas sim do real motivo pelo qual o empreendimento é necessário no mundo. Qual é o valor que o negócio agrega? Empresas sustentáveis são alicerçadas no propósito.

2. Controle financeiro

Por outro lado, as finanças não podem ser ignoradas. De nada adianta ter o propósito mais brilhante, ser a empresa mais necessária para a comunidade e não conseguir manter as contas no azul. Se você não consegue manter as operações em dia, todo o esforço estratégico é em vão: é hora de recomeçar.

O controle do fluxo de caixa e uma boa classificação gerencial são dois itens fundamentais. É preciso rever as contas para saber quais são as fontes e aplicações. Os recursos, sejam eles em forma de dinheiro ou não, devem estar sob controle. Assim, a gestão tem plena liberdade para enxugar custos e investir no que realmente dá resultado.

3. Capacidade de adaptação

O controle é importante, inclusive financeiramente, também para poder prever cenários. Principalmente nos dias atuais, o mundo muda muito depressa, diversas tendências surgem etc. A gestão que não tem visão para esses eventos e não tem capacidade de se adaptar, certamente faz a empresa ficar para trás.

Há diversas ferramentas que auxiliam nessas previsões: matriz SWOT, 5 forças de Porter, Oceano Azul e outras. É importante utilizar recursos gerenciais para manter a empresa antenada nas possibilidades, minimizando riscos e potencializando oportunidades. O fator inovação, assim, é imprescindível para vencer desafios.

Inovação

A inovação geralmente é ligada à tecnologia, mas não se trata apenas disso. Empresas sustentáveis, na verdade, estão sempre prontas para desenvolver maneiras otimizadas de executar suas tarefas, alcançar suas metas e gerir o desempenho. Para tanto, as lideranças à frente das pessoas devem ser capacitada para tal.

Que tal entender mais sobre esse assunto? Leia sobre por que sua empresa precisa de um RH estratégico!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *