O que é diagnóstico organizacional? Entenda aqui!

Em qualquer negócio, a mensuração de resultados quantificáveis é indispensável. Portanto, fazer um diagnóstico organizacional é fundamental para que a empresa identifique a situação da gestão atual. O objetivo é realizar um mapeamento dos processos de desempenho, logo, o diagnóstico é considerado um instrumento para coletar dados sobre a companhia.

De maneira geral, o seu propósito é identificar os problemas, investigar as causas e buscar soluções estratégicas oportunas para o desenvolvimento do empreendimento. Nesse sentido, inclusive, o ideal é contratar uma consultoria para efetuar essa análise.

Afinal, é importante ter um foco prático e operacional e uma capacidade neutra de sugerir as mudanças necessárias para que a empresa se mantenha competitiva. Durante o diagnóstico, o esperado é que a consultoria proponha as melhores soluções e garanta de forma eficiente as ações corretivas.

Quer se aprofundar no tema? Neste post, entre outros pontos-chave, vamos abordar os procedimentos para a realização de um diagnóstico organizacional eficiente. Continue a leitura!

O que é o diagnóstico organizacional?

Como o próprio nome já sugere, o diagnóstico organizacional é uma ferramenta que investiga aspectos relacionados à produtividade dos setores de uma empresa. A partir dessa investigação, o instrumento, então, apresenta um retrato de como estão os níveis de produtividade de cada uma das equipes e dos departamentos do negócio.

Como resultado, o gestor recebe indicativos bastante claros acerca de quais fatores estão interferindo negativamente na evolução da empresa e de quais iniciativas implementadas geraram os melhores resultados.

Com esse panorama em mãos, o planejamento estratégico do empreendimento se torna mais preciso. Afinal, na prática, as áreas que demandam mais atenção, investimentos e esforços são expostas.

Quais são os processos e as técnicas inerentes ao diagnóstico organizacional?

Em geral, o diagnóstico organizacional propõe soluções e torna possível prosseguir com o crescimento e com a expansão que foram inicialmente traçados pela empresa. Inclusive, essas alterações seriam inatingíveis sem a realização das análises, que são voltadas ao desenvolvimento das organizações, indicando e impulsionando investimentos na direção certa.

Utilizando diferentes metodologias, a organização consegue se antecipar às ameaças existentes, criar oportunidades para a implementação das melhorias e — com o apoio da equipe de especialistas em diagnósticos empresariais — executar um bom planejamento.

Assim, o negócio fortalece as competências profissionais preexistentes e incentiva o desenvolvimento de outras que são imprescindíveis para o alcance bem-sucedido das metas estabelecidas.

Quais são as etapas para a sua realização?

São três as etapas indispensáveis para a realização do diagnóstico organizacional, conforme veremos a seguir.

1. Levantamento de informações

Da mesma maneira que um diagnóstico clínico se inicia com a descrição dos sintomas por parte do paciente, um diagnóstico organizacional é baseado no levantamento de informações. Nesse caso, para evitar possíveis distorções da realidade, o ideal é que as metodologias utilizadas variem segundo os fatores que o gestor tem interesse em avaliar.

Ou seja, caso o objetivo, por exemplo, seja analisar questões relacionadas aos níveis de produtividade, à ociosidade e ao retrabalho, o mais recomendável é recorrer a documentos institucionais e investigar a fundo as operações empresariais.

Por outro lado, quando o propósito envolve a gestão de pessoas, buscando a compreensão dos desafios enfrentados na condução dos processos ou do grau de motivação dos trabalhadores, por exemplo, as pessoas são as fontes ideais.

2. Análise da informações

Após a etapa de coleta, é fundamental analisar as informações levantadas. Nesse caso, uma alternativa válida é elencar os resultados obtidos em planilhas, gráficos ou ferramentas similares que possam facilitar a visualização dos dados e, posteriormente, a sua comparação.

3. Identificação dos problemas

As informações coletadas e classificadas nas etapas anteriores devem auxiliar a gestão na identificação dos elementos que estão por trás dos problemas e, claro, de onde estão concentrados no contexto empresarial. Nesse estágio, é importante avaliar com cautela cada um dos entraves e buscar as causas principais e secundárias.

Assim, será viável estabelecer as iniciativas prioritárias e que gerarão um impacto mais significativo em um intervalo de tempo mais reduzido.

Quais são as principais vantagens e soluções proporcionadas pelo diagnóstico organizacional?

Em outras palavras, o diagnóstico organizacional viabiliza a chegada a conclusões acerca dos níveis de eficiência e de saúde de uma companhia. Ou seja, por meio dele, torna-se possível descobrir se o negócio está “debilitado” ou saudável e se vem se mantendo tão eficiente quanto necessário para o alcance dos seus propósitos.

No entanto, na prática, a realização do diagnóstico organizacional vai além, já que possibilita:

  • identificar os problemas mais importantes e priorizar as etapas mais relevantes, traçando e implementando estratégias, além de envolver a definição de uma ordem para solucioná-los;
  • estimular o trabalho em equipe para sanar as necessidades diagnosticadas, desenvolvendo a comunicação interna e o relacionamento interpessoal e buscando formas mais criativas para incentivar a participação de todos os integrantes do quadro de pessoal, estimulando-os, por exemplo, a sugerir ideias;
  • aumentar a visão empresarial, analisando as causas que estão afastando a empresa dos seus objetivos e, assim, preparando a companhia para implementar uma ação mais ativa e adequada;
  • identificar os pontos fortes e fracos da empresa, o que é uma tarefa essencial para aprimorá-los ou corrigi-los. Afinal, visualizar as vulnerabilidades às quais o empreendimento está sujeito viabiliza que haja modificações retificadoras necessárias. Nesse mesmo sentido, reconhecer os pontos fortes permite traçar uma boa estratégia de aprimoramento e de inovação. Ou seja, fazer essa análise refina o autoconhecimento e o autodesenvolvimento organizacional;
  • aprimorar e aplicar métodos novos de trabalho, o que é um dos objetivos da consultoria, que visa a eliminar por completo o retrabalho. Afinal, com o mercado cada vez mais exigente, é importante atender às necessidades dos clientes, o que leva as organizações a adotarem um gerenciamento baseado na qualidade total. Isso é possível com o uso de metodologias de gestão que analisam o seu negócio e propõem o uso dos procedimentos corretos para garantir o sucesso desejado.

Como o diagnóstico organizacional é visto aos olhos do setor de Recursos Humanos (RH)?

Em termos de Recursos Humanos, o diagnóstico organizacional tem o foco voltado para a relação dos colaboradores com os seus pares, com os líderes e com a empresa (marca) de maneira ampla. Nesse caso, existem diversas metodologias e vários questionários específicos que podem ser aplicados de acordo com o objetivo do trabalho.

De maneira geral, o diagnóstico voltado à gestão de pessoas se sustenta na avaliação de quatro pilares, que veremos a seguir.

1. Empresa

Nesse contexto, a ideia é investigar como está a imagem da empresa na percepção dos colaboradores. Há confiança na relação e clareza nos objetivos a serem alcançados? A cultura do negócio é conhecida e vivida por todos? Os profissionais que integram o quadro de pessoal têm orgulho de trabalhar para a sua marca?

2. Relacionamento

Quando investigamos o relacionamento, queremos saber se os seus colaboradores estão integrados e mantêm relações saudáveis e produtivas com as equipes e os setores institucionais. Ou seja, o objetivo é avaliar se os fluxos de informação estão funcionando e criando um ambiente favorável para a colaboração.

3. Comunicação

A qualidade da comunicação vai determinar o sucesso de diversas iniciativas e tornar (ou não) o dia a dia mais produtivo. Por isso, durante a realização de um diagnóstico organizacional, essa é uma questão a ser avaliada com bastante critério.

Afinal, o propósito é saber se os seus colaboradores e os seus times têm condições de realizar uma troca de informações relevantes e objetivas de forma clara, acertada e segura.

4. Liderança

Identificar os estilos de liderança e conhecer a eficiência dos líderes a partir da percepção dos liderados — esse é um exercício que sempre gera um saldo extremamente positivo nos diagnósticos organizacionais com foco em gestão de pessoas. Afinal, torna-se possível direcionar pontos fundamentais de melhorias que trazem resultados altamente significativos.

diagnóstico organizacional

Qual é a importância da consultoria especializada para contribuir para o diagnóstico organizacional?

A consultoria especializada, por meio do diagnóstico organizacional, atua na decisão quanto à estratégia correta a seguir, implementando ações e fazendo a avaliação e o controle dos resultados dessas iniciativas. Essas práticas buscam atingir o nível de desempenho desejado pela organização.

Para tanto, é imprescindível o levantamento de todas as necessidades, que, às vezes, não estão tão claras. Inclusive, por isso é tão relevante conduzir esse diagnóstico a partir de pesquisas internas e externas, capazes de identificar esses pontos, que, posteriormente, podem ser trabalhados e desenvolvidos.

A consultoria trabalhará também nas carências que ficaram mais visíveis após o diagnóstico organizacional e atuará no preparo dos seus profissionais, desenvolvendo as habilidades, tanto individuais quanto coletivas. Esse treinamento deve ser uma atividade ininterrupta, mas fique tranquilo que a consultoria vai ajudá-lo nesse processo tão importante.

Como visto, o diagnóstico organizacional é um processo que se revela um grande aliado quando o objetivo é fazer um mapeamento completo do negócio. Na prática, por meio dele, torna-se viável ter uma visão muito mais abrangente das oportunidades de crescimento, dos problemas que o empreendimento tem que enfrentar e das possíveis soluções a serem aplicadas para “driblar” os cenários adversos.

Se você ficou interessado em aprofundar seus conhecimentos sobre diagnóstico organizacional, não deixe de explorar o Manual do Diagnóstico Organizacional da RHOPEN Consultoria. Este manual oferece uma metodologia testada e comprovada ao longo de mais de 10 anos de experiência bem-sucedida em centenas de empresas de todos os tamanhos e segmentos. Baixe agora para saber mais!

Mareceliny Baldo, consultora de Recursos Humanos da RHOPEN Consultoria, apresenta os erros que devemos evitar ao implementar um diagnóstico organizacional. Assista!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *