sabia a diferença entre a pesquisa de clima e o diagnóstico organizacional

Pesquisa de Clima e Diagnóstico Organizacional: saiba a diferença

Pesquisa de Clima e Diagnóstico Organizacional são ferramentas de gestão utilizadas para avaliar cenários corporativos. Apesar da similaridade, as duas metodologias apresentam diferenças e, portanto, devem ser aplicadas por razões e com objetivos diferentes.

Já abordamos aqui no blog os conceitos de Diagnóstico Organizacional e Pesquisa de Clima. Neste conteúdo, vamos falar sobre a diferença entre os dois e apontar quando é sugerido aplicá-los para melhorar os resultados de uma empresa.

O mundo da gestão ainda vem se adequando às diversas ondas de inovação e aceleração impulsionadas, principalmente, nos últimos dois anos. Avaliando em perspectiva, fica claro que, cada vez mais, o sucesso depende do alinhamento contínuo entre objetivos estratégicos bem definidos, entendimento da cultura do negócio e o engajamento de toda a força de trabalho.

Assim, conhecer a realidade da gestão do negócio em profundidade é a melhor maneira de buscar este equilíbrio e alcançar o crescimento sustentável.

Tanto o Diagnóstico Organizacional quanto a Pesquisa de Clima são extremamente úteis para iluminar o caminho, direcionar a tomada acertada de decisões e buscar este objetivo.

  • Qual é a solução mais adequada para o atual momento da sua empresa?
  • Como extrair a melhor avaliação de cada uma das ferramentas?
  • O que fazer com os resultados revelados?

Siga na leitura para encontrar todas as respostas.

Qual é a diferença entre Pesquisa de Clima e Diagnóstico Organizacional?

O universo de soluções em Gestão de Pessoas é muito amplo e, por vezes, complexo. As ferramentas têm nomes similares, e até integrados, dependendo da consultoria. Quer um exemplo? Podemos encontrar no mercado soluções como: diagnóstico empresarial; diagnósitico organizacional; pesquisa de clima organizacional; ou diagnóstico de clima organizacional.

Além dos nomes, as duas soluções também podem apresentar metodologias similares, o que só aumenta a possibilidade de confusão na hora de selecionar a ferramenta ideal.Por isso, apesar das semelhanças, as diferenças surgem quando pensamos no objetivo e no alcance de cada solução.

Diagnóstico Organizacional: uma avaliação dinâmica

O Diagnóstico Organizacional se difere da Pesquisa de Clima, principalmente, por possibilitar o mapeamento da estrutura interna de uma empresa e analisar o negócio de maneira mais focada e minuciosa. Para isso, o diagnóstico se caracteriza pela estrutura de investigação criada a partir das particularidades de determinados cenários, processos ou áreas da organização.

Portanto, se um determinado cenário exige uma investigação mais detalhada e voltada para aspectos pontuais ou situacionais mais específicos é possível personalizar e aplicar questionários mais direcionados por meio de um Diagnóstico Organizacional.

Quando aplicar um Diagnóstico Organizacional?

Por ser uma ferramenta de análise mais maleável, um bom Diagnóstico Organizacional cobre inúmeros aspectos do negócio. Sendo assim, é possível recorrer a esta ferramenta em diversos momentos e com finalidades gerais ou específicas. Seguem alguns cenários nos quais podemos indicar a implementação de um diagnóstico:

  • Identificar  aspectos que impedem a empresa de alcançar seus objetivos, possibilitando correção de rota e o planejamento de ações;
  • Planejar a implementação de ações por prioridade e impacto direto no negócio;
  • Priorizar investimento e otimizar recursos, promoverndo aumento de performance da empresa, setores ou equipes;
  • Avaliar impactos causados no negócio após um acontecimento de relevância que gerou mudanças significativas (crises sanitárias, planos econômicos, aceleração tecnológica);
  • Gerar mais proximidade com os funcionários a partir de um canal de comunicação direto e efetivo;
  • Direcionar ações da área de Recursos Humanos para o desenvolvimento constante dos funcionários;
  • Apoiar a elaboração de um plano de desenvolvimento para a equipe de Recursos Humanos;
  • Conhecer de maneira clara os aspectos favoráveis e valorizados internamente que projetam a marca no mercado.

diagnóstico organizacional

Pesquisa de Clima: uma abordagem mais padronizada

Diferentemente do diagnóstico, a Pesquisa de Clima é um procedimento que não dá margem para abordagens muito personalizadas. É claro que também estamos falando de um instrumento igualmente poderoso de análise de cenários corporativos, mas a sua implementação é mais rígida e padrozinada quando comparada à execução de um Diagnóstico Organizacional.

A Pesquisa de Clima da RHOPEN parte da investigação de 5 dimensões para avaliar o índice geral de satisfação dos funcionários com os processos corporativos da empresa. Com este resultado em mãos é possível identificar pontos fortes e aspectos que precisam ser melhorados ou desenvolvidos.

Desta maneira, a pesquisa é uma importante bússola para direcionar, com base me dados concretos, os investimentos da empresa em gestão de pessoas. Tudo isso, tendo como fonte das informações um público extremamente qualificado: os próprios funcionários.

Quando aplicar uma Pesquisa de Clima?

Apesar de ser menos maleável, a Pesquisa de Clima é um instrumento que também deve desencadear uma série ações, processos e políticas. Veja algumas situações nas quais é indicado realizar a pesquisa:

  • Necessidade de gerar indicadores que norteiam as práticas de gestão de pessoas, cultura e clima dentro da empresa;
  • Identificar pontos de atenção na gestão, execução de processos e implementação de políticas;
  • Oportunidade para avaliar, gerar feedback e reorientação da empresa
  • Promover oportunidades de melhoria no clima e ambiente interno e, consequentemente, melhores resultados organizacionais
  • Aproximar os colaboradores e a gestão, facilitando um canal de comunicação direto entre eles

O que fazer com os resultados?

Como já percebemos, tanto o Diagnóstico Organizacional quanto a Pesquisa de Clima são soluções de gestão que trazem direcionamentos guiados por dados valiosos. Portanto, é importante ressaltar que a implementação destas duas ferramentas não é um fim em si. Para que tenhamos sucesso de fato, é importante entender que será necessário dar os próximos passos.

Em ambos os casos, é fundamental que um profissional capacitado ou uma consultoria externa realize a avaliação dos dados. Só assim é possível extrair informações que vão apontar e clarear cenários, indicar os caminhos de maneria estratégica e fundamentar planos de ação.

Este profissional, ou a consultoria, trabalhará nas carências que ficaram mais visíveis após as análises e atuará no preparo de seus profissionais desenvolvendo as habilidades tanto individuais quanto coletivas. Esse desenvovimento deve ser uma atividade constante.

Conclusão

Como dissemos no início, o Diagnóstico Organizacional e a Pesquisa de Clima são soluções diferentes apesar das similaridades. Cada solução vai atender a objetivos específicos no que se refere ao alcance da investigação e a na modalidade de análise. Fundamentalmente, a Pesquisa de Clima é um instrumento mais rígido com uma abordagem mais padrozinada. Já o Diagnóstico Organizacional permite avaliações mais personalizadas e situacionais.

Seja qual for a solução mais indicada para o seu negócio neste momento, sugerimos sempre que os procedimentos sejam planejados e executados por profissionais experimentado. Além disso, é importante que os dados extraídos após as avaliações sejam aproveitados da sua integridade. Desta forma, você vai poder planejar ações diferenciadas, que gerem resultados positivos.

Se você ainda tiver qualquer dúvida sobre qual análise é a mais indicada para o seu empreendimento, teremos satisfação é orientar a sua busca. Entre em contato com a gente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *