As melhores técnicas de recrutamento e seleção

Técnicas de recrutamento e seleção: contrate os melhores profissionais!

Um dos maiores desafios do setor de gestão de pessoas de uma empresa é encontrar o candidato ideal para preencher as suas vagas. Cada vaga tem uma necessidade e um perfil específico de profissional que pode efetivamente agregar valor para a sua empresa. A utilização de técnicas de recrutamento e seleção eficientes e adequadas as suas necessidades é essencial para garantir um processo seletivo bem-feito.

Desse modo, a seleção e o recrutamento pode ser considerado como um processo, uma ciência ou uma área. Para que seja bem-sucedido, necessita que seus recrutadores tenham considerações comportamentais e competências técnicas dos candidatos.

Entenda, neste artigo, as técnicas que podem gerar bons resultados para a sua empresa. Confira!

Um pouco sobre o recrutamento

Primeiramente, precisamos entender mais sobre o assunto. O recrutamento é o agrupamento de condutas organizadas que visam obter candidatos para um cargo definido. Refere-se de uma relevante função não apenas para o RH, mas para todo a empresa.

Para conhecer se essa função está sendo bem efetuada e criando vantagens à instituição, é preciso ficar atento aos indicadores e às métricas de desempenho da área de RH. Acompanhe e identifique indicadores característicos, como:

  • custo médio por contratação;
  • turnover nas contratações recentes;
  • impacto no ambiente de trabalho;
  • vagas fechadas no prazo;
  • número de candidatos por vaga aberta.

A importância de um bom recrutamento e seleção

O recrutamento e seleção é um processo complexo, que tem a intenção de identificar competências técnicas, comportamentais e valores dos candidatos, avaliando, consequentemente, o melhor profissional para o preenchimento de um cargo. Ele exige planejamento e combinação de diferentes métodos para ser eficaz.

Avaliar competências técnicas e habilidades dos candidatos é importante, porém a adequação de valores e as características comportamentais e de personalidade não podem ser deixadas de lado. Isso porque são elas que garantem que o profissional colocará em prática as habilidades adquiridas ao longo da carreira de maneira alinhada aos objetivos estratégicos da empresa.

Assim, a escolha das melhores técnicas e ferramentas de recrutamento e seleção é essencial para garantir que a sua equipe de RH consiga encontrar o profissional mais completo para ocupar o cargo da sua empresa.

Técnicas de recrutamento e seleção

Existem diversas técnicas e métodos que podem ser utilizados para aumentar a qualidade do seu processo de recrutamento e seleção. A adequação de cada um depende dos objetivos e necessidades específicas da sua organização.

Porém conhecer cada uma delas e entender os resultados que elas podem trazer é essencial para realizar uma escolha mais acertada. Acompanhe, então, 10 técnicas de recrutamento e seleção!

1. Mapeamento de valores

O candidato ideal para sua empresa precisa apresentar conhecimento técnico e competências comportamentais adequadas ao cargo que ele pretende ocupar.

Porém, além dessas características, é essencial que os seus valores sejam alinhados aos da organização para garantir a adaptação ao ambiente e à cultura da epresa. Dessa forma, utilizar ferramentas de mapeamento de valores no processo seletivo da sua empresa pode aumentar a eficácia.

2. Uso de testes psicológicos

Os testes psicológicos são ferramentas desenvolvidas para mensuração de diversas características. Eles têm embasamento científico e só podem ser aplicados e interpretados por profissionais formados em Psicologia.

Existem diversos testes psicológicos no mercado com objetivos variados. Eles podem medir a personalidade, atenção, raciocínio lógico, inteligência e outras características dos seus candidatos. Dessa forma, é ampliada as informações sobre os profissionais e leva embasamento científico para a tomada de decisão ao final do processo seletivo.

3. Gamificação

Você pode utilizar a estratégia de gamificação para mensurar alguns aspectos comportamentais e de personalidade dos candidatos. Essa técnica consiste na utilização de princípios de jogos digitais no seu processo de recrutamento e seleção.

Com isso, você é capaz de simular situações reais ou fictícias e avaliar, de forma leve e descontraída, a maneira como os candidatos reagem a elas. Isso gera mais informações sobre o comportamento real dos seus candidatos, aumentando o seu poder de predição sobre como eles se comportarão dentro da sua organização.

4. Mapeamento de competências

O mapeamento de competências consiste em utilizar algumas atividades para avaliar quais as competências — conhecimentos, habilidades e atitudes — cada um dos seus candidatos têm ou não. Para isso, você precisa definir algumas competências que têm relevância no seu processo seletivo.

A partir dessa definição, você cria situações que induzam os candidatos a utilizá-lo, identificando quais apresentam e quais não apresentam essas competências, assim como o nível de desenvolvimento de cada uma em cada candidato.

5. Seleção interna

Na seleção interna, a procura por um profissional acontece dentro da instituição — isto é, está restringida aos colaboradores já contratados. É uma espécie de reaproveitamento, no qual os talentos podem ser promovidos ou realocados dentro da própria organização.

Sem dúvida, é um dos modelos mais usados. Em várias organizações, a prática está tão estabelecida que apenas se usa esse modelo externo para funções de base da pirâmide organizacional — dessa forma, todas as outras funções, como as de liderança, são preenchidas por talentos que já estão no quadro de trabalho.

6. Banco de currículos

O banco de currículos é um instrumento que integra informações de candidatos, como dados sobre experiências anteriores, formação acadêmica, projetos, etc.

A grande finalidade desse banco é manter estas informações para que, quando a companhia necessitar contratar para uma vaga definida, possa buscar pelo currículo impecável conforme às solicitações, e, assim, este processo é facilitado e fica mais organizado — isto é, ele faz com que os currículos sejam selecionados por competências determinadas pelo gestor de RH.

7. Arquivos de sindicatos

Muitos sindicatos já têm uma prévia do que pode ser o banco de currículos armazenado no seu RH. Isso porque diversos colaboradores — veteranos e novos — procuram ajuda nessas companhias, seja para uma primeira chance profissional ou recolocação.

Dessa maneira, convém ter uma boa relação com o sindicato de sua categoria também. Um complemento interessante é poder fortalecer as outras técnicas de seleção e recrutamento.

8. Agências de recrutamento e headhunters

Selecionar profissionais para preencher funções de gerência e gestão demanda certas peculiaridades, principalmente relacionadas às influências no ambiente da empresa. É como a contratação de um novo treinador: com ela, não se sabe quem manterá a condição de titular e quem será colocado no banco de reservas.

Para fugir das instabilidades, as instituições contratam headhunting para selecionar candidatos de forma discreta e sigilosa, limitando as buscas a uma acertada rede de contatos.

Traduzindo, o nome significa “caçador de talentos”. A meta é prospectar e identificar os talentos em evidência para cargos que estão no pico ou no centro da pirâmide organizacional. Desse modo, é possível obter um recrutamento de sucesso.

9. Indicação de funcionário

Ao desenvolver um programa de recrutamento por indicação, no qual o colaborador que indicou o novo funcionário torna-se um conselheiro, responsável por parte de seus desempenhos, há uma relevante melhora no processo no geral. Assim, os colaboradores terão a cautela em indicar profissionais realmente bons.

Quando realizado de acordo com as competências impostas ao cargo, isto é, quando a indicação é por competência, e não por empatia, pode criar maior eficiência na contratação. Além do mais, diminui gastos com recursos e tempo.

10. Divulgação na internet

A divulgação online refere-se aos métodos efetuados via internet. Ou seja, a via eletrônica é um instrumento para recrutamentos internos e externos ou mais eficientes.

Embora a empresa possa utilizar o próprio site, o melhor é ter o auxílio de plataformas especializadas. Tais sistemas, simultaneamente, automatizam e expandem e processos.

A expansão é analisada pela possibilidade de alcançar um número incontável de candidatos, principalmente em bancos de dados de currículos e páginas de divulgação de vagas.

serviços de consutoria de recursos humanos rhopen

Em resumo, agora ao conhecer algumas das técnicas de recrutamento e seleção em alta no mercado, avalie quais delas podem levar à melhoria da qualidade do seu processo seletivo. Com isso, você será capaz de melhorar o seu processo e atrair mais talentos para a sua empresa.

Gostou do post? Aproveite e receba notícias atualizadas ao curtir nossa página no Linkedin!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *