29 de junho de 2022

Teste palográfico: o que é, como funciona, e como utilizá-lo nas entrevistas?

Saiba como usar o teste palográfico

O teste palográfico é muito utilizado por profissionais do RH no processo de recrutamento e seleção, sendo considerado um dos melhores testes de personalidade disponíveis. Ele permite embasar dados e comportamentos que foram levantados durante as etapas de entrevista e de dinâmicas de grupo, tornando o processo mais eficaz.

É verdade que cada ser humano é único. Entretanto, estudos em psicologia mostram algumas referências comportamentais. A partir desses indicativos, é possível destacar características e perfis de modo eficiente e rápido.

Neste artigo, você conhecerá o que é e como o teste palográfico pode ser utilizado na sua empresa. Confira!

O que é o teste palográfico?

Antes de falar especificamente sobre o teste palográfico, convém esclarecer que testes de personalidade devem ser aplicados apenas por psicólogos, por meio de perguntas ou testes gráficos, com o objetivo de identificar traços inatos e adquiridos da personalidade de uma pessoa.

Esses traços são relacionados às características marcantes de um indivíduo e estabelecem como ele se comporta em diferentes situações. Para a realização do teste palográfico, o candidato deve fazer traços em uma folha de papel. Por meio do diagnóstico dos riscos é possível identificar características como extroversão, insegurança e equilíbrio emocional.

Ele é reconhecido pelo Conselho Regional de Psicologia e utilizado pelas empresas em processos seletivos, pela Polícia Federal no processo de liberação de porte de armas e pelo Detran para autorizar a carteira de habilitação.

Como ele funciona?

O teste é rápido e pode ser realizado em grupo ou de forma individual, sendo aplicado da mesma maneira tanto em crianças (a partir de oito anos) quanto em adultos. O candidato deve fazer traços verticais paralelos em um papel.

A correção é dividida em duas partes, quantitativa e qualitativa, de acordo com o formato dos traços realizados. Não existe um padrão de resultado. Caso o teste seja aplicado para auxiliar um processo seletivo, cada vaga exigirá um perfil e uma análise diferente do psicólogo para fazer a avaliação.

O que é avaliado no teste palográfico?

O teste é um dos mais utilizados para avaliar a personalidade por meio da expressão gráfica. Ele é simples e rápido de ser aplicado, mas, como já mencionamos, apenas psicólogos capacitados e com experiência na área devem fazer a avaliação e interpretação.

Por meio dele, é possível avaliar alguns aspectos como produtividade, ritmo de trabalho, iniciativa, dinamismo, agressividade, organização e indícios de problemas que afetam o Sistema Nervoso Central, como uso de álcool ou de drogas, problemas emocionais e neurológicos, entre outros.

Quando aplicado no processo de recrutamento e seleção das empresas, ele permite identificar os candidatos que têm a personalidade condizente com a cultura organizacional. Dessa forma, minimiza-se a possibilidade de erros de contratação, diminuindo os índices de turnover e aumentando a produtividade da área.

Ao ser realizado com seriedade e ética, junto com uma boa entrevista e outras etapas da seleção, o teste palográfico também ajuda a tornar o processo seletivo menos subjetivo por mostrar a personalidade do candidato de uma forma mais clara. Porém, nenhum teste psicológico deve ser considerado como fator decisivo para a tomada de decisão.

Muitas coisas podem influenciar o resultado do teste palográfico, como uma noite mal dormida, estresse, dor de cabeça ou até o efeito de algum tipo de medicamento que o candidato esteja usando. Por isso, use-o sempre de forma integrada com o processo seletivo para que ele faça sentido e contribua para o crescimento da empresa.

É possível ser reprovado no teste palográfico?

O teste palográfico não é uma avaliação com critério de “aprovação” ou “reprovação” como em um exame acadêmico. Ele é usado para analisar características da escrita de uma pessoa, buscando insights sobre sua personalidade e comportamento. Portanto, não há um resultado “certo” ou “errado” no teste palográfico.

Qual a importância do teste palográfico para o processo de Recrutamento e Seleção?

O teste palográfico, quando aplicado com cautela e por profissionais qualificados, pode desempenhar um papel relevante para o RH, na adaptação dos candidatos à cultura organizacional e na redução de erros de contratação. Alguns outros pontos a considerar sobre a importância do teste palográfico no processo de Recrutamento e Seleção incluem: 

  • Compreensão da personalidade: O teste palográfico pode fornecer insights sobre traços de personalidade de um candidato, como níveis de ansiedade, impulsividade e autoestima. Essas informações podem ser úteis para o RH na avaliação da adequação de um candidato para determinados cargos ou equipes de trabalho.
  • Complemento a outros testes: O teste palográfico não deve ser usado como a única ferramenta de avaliação. Em vez disso, ele pode complementar outras técnicas de avaliação de candidatos, como entrevistas, avaliações comportamentais e testes psicométricos.
  • Minimização de Vieses: O teste palográfico é uma ferramenta objetiva, o que pode ajudar a minimizar os vieses inconscientes que podem influenciar as decisões de recrutamento. Ele fornece uma avaliação imparcial dos candidatos.
  • Treinamento e Desenvolvimento: Além do recrutamento, o teste palográfico também pode ser usado para o treinamento e desenvolvimento de futuros candidatos e funcionários atuais, ajudando a identificar áreas de melhoria na personalidade e no comportamento.

A compreensão e a interpretação adequadas dos resultados são cruciais para garantir que o teste seja útil e não cause impactos negativos nos processos de seleção e recrutamento.

Quais são as vantagens do teste palográfico?

Saber se o candidato consegue se encaixar na cultura organizacional

A melhor forma de tentar prever uma possível falta de encaixe entre a vaga e o futuro funcionário é o teste palográfico. Afinal, ele ajuda a entender o candidato e descobrir se ele vai conseguir se adaptar bem. Ele verifica se a pessoa tem o perfil necessário para absorver a cultura da empresa.

O método pode mostrar também as potencialidades do profissional, isto é, seus pontos fortes e fracos. Dessa forma, é possível compreender suas melhores aptidões e identificar aquilo que necessita ser aperfeiçoado.

Entender como será seu relacionamento com as outras pessoas

Por meio do teste palográfico, o profissional habilitado em aplicá-lo, pelo domínio das técnicas, saberá como será o comportamento do entrevistado diante dos demais colaboradores.

Essa informação é muito valiosa, pois ela pode ser positiva ou negativa. Sendo positiva, o aspirante deverá ter uma relação amistosa e agregadora dentro da instituição e, com o tempo, poderá vir a se colocar como um líder.

Já se for negativa, indica que o entrevistado não consegue se relacionar de maneira apropriada dentro da instituição, segundo o resultado do teste. Isso fará com que o gestor de RH não o considere uma boa aquisição para o quadro de colaboradores da empresa.

Ter mais precisão nas contratações

Ao obter o resultado do teste, fica mais claro quem é o profissional que você terá em sua empresa. Sem essa estratégia, realizar uma contratação com êxito se torna mais difícil, pois a personalidade é um fator determinante para o sucesso do colaborador na organização.

Nesse sentido, com o teste palográfico, a contratação pode ser realizada sem muita preocupação, pois os resultados positivos acontecerão, uma vez que você identifique que o profissional apresenta estas três características:

  • Capacidade de concentração;
  • Foco;
  • Velocidade de resposta frente a mudanças repentinas.

Conseguir menor nível de turnover

Independentemente da área da empresa, os bons gestores sempre desejam conter gastos e custos. Muitos focam nos encargos trabalhistas que são diversos e custosos. Para isso, é necessário acertar na contratação e saber reter o colaborador.

Com o teste palográfico, o perfil do entrevistado é adiantado ao gestor, que verificará se tem condições de contratar tal profissional. Em sua grande maioria, os profissionais almejam um crescimento vertical, e a empresa precisa estar estruturada para não perder o colaborador. Por já ter as características coletadas do teste, chega a vez do gestor fazer a parte dele.

Ter redução de custos

A demissão de colaboradores gera um custo para os cofres da empresa. Contudo, é possível evitar a maioria das indesejáveis. Basta seguir todas as dicas já mencionadas acima.

Além disso, os custos não se concentram apenas nas demissões, mas também em envolvimento de conflitos internos entre colaboradores e gestores. Os processos trabalhistas prejudicam essa redução de custos, então use o teste palográfico e evite-os!

Em resumo, testes de RH achados na internet, que podem ser realizados nas organizações, por exemplo, não trazem confiabilidade, mesmo que copiem as questões de testes aprovados cientificamente. É necessária a consultoria de uma empresa qualificada e capacitada para esse serviço, a fim de que os resultados esperados sejam alcançados.

Conheça os testes mais comuns em entrevista de emprego

Hoje em dia é comum que as empresas utilizem testes com uma abordagem cada vez mais psicológica, permitindo que analisem profundamente as competências técnicas e as características de um profissional, proporcionando uma contratação mais efetiva. 

Teste AC (Atenção Concentrada) 

Esse tipo de teste permite que o recrutamento e seleção avalie a capacidade do candidato de concentração e foco sob pressão. É uma ferramenta que ajuda a avaliar a cognição do candidato.

O candidato precisa identificar padrões de figuras, normalmente triângulos. É dado um padrão e o candidato precisa os encontrar em uma página com elementos misturados. A efetividade do teste se dá pelo número de acertos.

Teste QUATI (Questionário de Avaliação Tipológica)

Esse teste permite analisar o comportamento do candidato em diferentes situações e grupos. Auxiliando em mostrar como o candidato se comporta em relação a situações adversas e trabalhos em grupo. 

É realizado através de um questionário, onde é dada uma situação e o candidato precisa escolher a forma como ele reagiria. 

Teste G-38 — Teste de inteligência

O G-38 analisa a capacidade de raciocínio lógico conforme a inteligência do candidato.

É aplicado de forma não verbal, apresentando 38 figuras gráficas com algumas ou uma parte faltando e ele precisa escolher a forma que mais se encaixa em relação àquela apresentada como resposta. 

Teste HTP — House, Tree, Person 

Esse modelo de teste é usado para entender aspectos da personalidade. Onde é requisitado ao candidato que desenhe uma casa, uma árvore e uma pessoa. E com o resultado em mãos é possível fazer uma interpretação da personalidade do indivíduo. 

Teste HTM — Habilidade para Trabalho Mental

Esse tipo de teste testa as capacidades cognitivas dos candidatos, em 48 questões. Dessa forma é dividido em três partes iguais, onde cada parte aborda um conhecimento específico: raciocínio lógico verbal, raciocínio lógico numérico e raciocínio lógico abstrato.

Contrate com excelência 

A RHOPEN se preocupa com o Recrutamento e Seleção, solucionando o obstáculo e a dificuldade existente no mercado de contratar profissionais capacitados, impulsionando a empregabilidade e gerando excelência na hora de realizar as contratações

Confira alguns benefícios:

Atração de talentos alinhados à cultura e valores da sua empresa 

Realizamos Processos Seletivos voltados às necessidades específicas do cliente e do mercado. Utilizamos as melhores soluções para encontrar os profissionais certos e mais qualificados para o seu time, eliminando os gastos com taxa de rejeição.

Assertividade na seleção 

Analisamos competências relacionadas às atitudes e comportamentos de profissionais. Qualidades técnicas são mais aparentes. O perfil comportamental precisa de mais detalhamento. 

Maior segurança na contratação 

Mapeamos todo o mercado, identificando a densidade, nível de qualificação e exigências profissionais em determinada função ou cargo em uma localidade específica.

Redução de rotatividade 

A terceirização permite que a redução com a rotatividade dos profissionais seja quase zero, evitando atrasos. 

São mais de 12.000 profissionais treinados, 25.000 impactados diretamente por projetos de consultoria, mais de 6 mil participantes em processo de startups, além de atuação em mais de 11 estados brasileiros, EUA, México, Costa Rica e Moçambique. 

Quer realizar contratar profissionais qualificados para a sua construção civil? Clique Aqui! 

Alcance a eficiência financeira com as soluções de
DP da RHOPEN




Estou buscando emprego:
Concordo em receber comunicações:


Posts Relacionados:

Shopping Basket

Qual é o seu cargo atual?

A empresa tem quantos funcionários?


Estou buscando emprego:
Concordo em receber comunicações:

Ao enviar, você concorda em receber comunicações do Grupo Rhopen de acordo com nossa Política de Privacidade.

Objetivo – Apresentar aos participantes a importância da saúde mental no trabalho como autocuidado, trazendo autoconhecimento de suas habilidades para lidar com as tensões normais da vida, trabalhando de forma mais leve e produtiva.

Objetivo – Desenvolver a Segurança Psicológica de Times e Líderes para que aumentem o nível de confiança e engajamento, desenvolvendo novas habilidades e criando uma cultura de aprendizado e inovação.

Objetivo – Capacitar o time de vendas, de modo a fornecer conhecimentos teóricos e práticos sobre metodologias, técnicas e ferramentas que irão potencializar a assertividade dos profissionais em cada etapa do atendimento, até o fechamento da venda.

Objetivo – Promover um ambiente de trabalho inclusivo e diverso, livre de discriminações e que garanta oportunidades e direitos igualitários.

Objetivo – Oportunizar aos profissionais que estão próximos da aposentadoria momentos de reflexão e planejamento em relação ao seu amanhã.

Objetivo – Este treinamento ajuda a criar clareza, eficiência e controle nas operações, contribuindo para o sucesso a longo prazo e a capacidade de adaptação a um ambiente em constante mudança.  Além de apoiar o negócio e/ou time a entregar valor ao cliente de forma contínua e a responder rapidamente às mudanças de mercado e às novas necessidades dos clientes.

Objetivo – Desenvolver a habilidade de abordar questões críticas para o sucesso das relações e do negócio, bem como, promover o aprendizado através da habilidade de perguntas poderosas.