Reskilling e upskilling são estratégias que as empresas podem adotar para se diferenciar no mercado.

Upskilling e reskilling: entenda porque investir em capacitação

Você já ouviu falar dos termos upskilling e reskilling? Em tradução livre, upskilling significa qualificação, enquanto reskilling se trata da requalificação. Com o avanço desenfreado da tecnologia, muitas empresas estão adotando essas táticas de desenvolvimento de pessoas, que permite a atualização e o aprofundamento de habilidades e competências específicas.

Se você ainda não conhece muito sobre o assunto, este conteúdo é para você: vem com a gente que daremos mais detalhes!

O que é upskilling?

Upskilling é um método utilizado para aprimorar os conhecimentos que um funcionário já tem, isto é, dar um “up” em suas capacidades para que ele se torne um colaborador mais afiado e criativo num mesmo campo de atuação.

Um exemplo de upskilling pode ser quando uma empresa de desenvolvimento de software treina seus desenvolvedores em uma nova linguagem que será usada para desenvolver produtos mais modernos.

O que é reskilling?

Reskilling é o aprendizado de novas habilidades para mudar de área dentro da empresa, visando o reposicionamento de pessoas que geralmente estão acomodadas num mesmo cargo e têm potencial para crescer.

Imagine um operador que estuda para assumir um cargo de gestão. Esse é um exemplo de reskilling, pois o profissional vai aprender habilidades e competências fora dos conhecimentos necessários para ser operador, como gestão e de projetos, por exemplo.

Qual a diferença entre upskilling e reskilling?

Muitos podem confundir as duas expressões, mas para simplificar, a diferença está justamente no nível de desenvolvimento. A formação é horizontal, relativa a uma função semelhante hierarquicamente, é reskilling. O reskilling também é chamado de reciclagem profissional. Quando a orientação é vertical, subindo de cargo, chamamos de upskilling.

Como aplicar upskilling e reskilling na empresa?

Como vimos, ações de reskilling e upskilling são estratégias que as empresas podem adotar para se diferenciar no mercado, a seguir vamos elencar algumas formas de colocar em prática:

  • aplicar treinamentos corporativos;
  • mapear as áreas que precisam de mudança ou aperfeiçoamento;
  • selecionar os colaboradores envolvidos;
  • definir formatos e metodologias dinâmicas;
  • oferecer opções de treinamentos presenciais e online;
  • definir os indicadores para acompanhar os resultados.

Quais são os benefícios de capacitar os colaboradores?

Uma das maiores vantagens de investir na capacitação de funcionários, usando a estratégia de upskilling e reskilling, é a visível melhoria na produtividade da empresa, afinal, quanto mais conhecimento, mais capacitados são os colaboradores para desenvolver as atividades.

Além disso, estimular a aprendizagem constante também é uma forma de lapidar talentos e valorizar profissionais, mostrando que a empresa se importa com o desenvolvimento das pessoas e suas carreiras. Colaboradores preparados também estão a um passo à frente da concorrência, tornando a empresa mais competitiva.

Melhora até o clima organizacional e o entrosamento da equipe

Quando a equipe é capacitada e participa dos mesmos programas de desenvolvimento, palestras motivacionais, cursos livres etc., o entrosamento também é favorecido. Isso incentiva a troca de experiências e quem mais ganha com isso é a empresa, visto que a equipe trabalha em sinergia e oferece melhores resultados.

Upskilling e reskilling são excelentes estratégias para manter a equipe engajada, aprimorar o desempenho da empresa e oferecer crescimento aos colaboradores. É muito importante ficar por dentro das tendências e melhores práticas da gestão de recursos humanos. E a gente pode ajudar nessa missão: assine a nossa newsletter e fique por dentro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *