60 medidas de segurança para a volta ao trabalho

Antes que você prossiga na leitura, quero alertá-lo de que não temos todas as respostas ainda. A verdade é que a reabertura do comércio, a retomada das atividades industriais e a volta ao trabalho são questões sendo debatidas neste momento. Assim, apesar dos esforços dos governos federal, estaduais e municipais, a decisão pela retomada do seu negócio envolve uma série de critérios. Neste ponto, somos taxativos: a saúde e a segurança das pessoas devem ser os critérios mais importantes.

Recentemente, a consultoria MCKinsey poblicou um estudo reunindo mais de 75 sugestões de intervenções práticas que poderiam ser implementadas no caso da decisão pela reabertura. É importante deixar claro que tratam-se de sugestões. Algumas destas medidas são simples, mas outras bem mais complexas, que exigiriam um investimento pesado na adoção de tecnolgia e na transformação significativa do ambiente e da rotina de traballho.

Volta ao trabalho durante a pandemia

As medidas sugeridas estão fudamentadas na saúde e na segurança dos trabalhadores. Foram distribuídas em uma jornada de trabalho de cinco fases: Pré-acesso; A caminho do trabalho; No trabalho; Espaços compartilhados; e Pós-infecção (ainda em construção). Para cada uma das cinco fases acima, o documento apresenta intervenções em até oito níveis de segurança para quatro diferentes ambientes de trabalho – escritórios, comércios, canteiros e indústria.

Este é o melhor e mais abrangente compilado de intervenções que encontramos até o momento. No entanto, ao final da leitura detalhada do material, constatamos que enquanto não for encontrada uma vacina para a Covid19, a volta ao trabalho em condições totalmente seguras é praticamente nula. Chegamos a esta conclusão avaliando que boa parte das sugestões envolve grandes investimentos e se aplicaria apenas a um pequeno número de companhias.

Avalie se é o momento mais seguro

Além do mais, mesmo que pequenos e médios empresários tivessem condições de promover essas invervenções em suas estruturas, o Brasil é movido por uma força de trabalho que depende de um sistema de transporte caracterizado pela aglomeração de usuários. De qualquer maneira, reunimos neste post as principais medidas encontradas no documento para que você possa tirar suas próprias conclusões, avaliar as condições e implementar a volta ao trabalho da forma mais segura possível, se esta for a sua decisão.

Medidas para a volta ao trabalho durante a pandemia

Pré-Acesso

  • Realize pesquisas semanais enviadas online para avaliar a saúde e o risco de exposição dos colaboradores aos sintomas da Covid19
  • Promova treinamentos e crie estratégias de comunicação para informar o que é esperado dos colaboradores para que o retorno seja seguro
  • Crie e mantenha abertos canais de comunicação de mão dupla para que os colaboradores possam expressar suas dúvidas e avaliar os treinamentos e as condições oferecidas pela empresa
  • Antes do retorno, garanta que todos os colaboradores passaram pelos treinamentos, conhecem todas as orientações e entenderam a importância das medidas
  • Treine os colaboradores para que realizem o trajeto entre casa-trabalho/trabalho-casa de forma segura em relação aos riscos de contágio

A Caminho do Trabalho

  • Oferece transporte exclusivo para colaboradores da empresa e controle as condições de segurança, restringindo ocupação, medindo a temperatura e realizando a desinfecção constantemente
  • Se possível, encorage os colaboradores a utilizarem transporte privado e subsidie estacionamento e combustível na volta ao trabalho
  • Institua horários flexíveis de trabalho para evitar o rush e as aglomerações. O mesmo cuidado deve ser observado no agendamento de reuniões presenciais
  • Adote aplicativos online de fila de espera para reduzir o congestionamento de pessoas e a lotação de salas de espera
  • Crie passagens exclusivas para entrada e saída de pessoas. Estabeleça a regras do distanciamento mínimo de 2m e sinalize o ambiente para facilitar a observação da regra
  • Monitore entradas e saídas utilizando câmeras de vídeo para garantir o cumprimento das normas e prevenir congestionamento

No caso de profissionais ou times com necessidades críticas de segurança, crie entradas exclusivas para a volta ao trabalho

  • Meça a temperatura de todas as pessoas que acessarem as entradas. Além de medidores, utilizer QR codes para garantir seu colaboradores passaram por teste de saúde e segurança (pesquisa semanal, quarentena)
  • Utilize comunicação visual – cartazes, quadros de avisos, QR codes – para ressaltar as medidas de segurança exigidas no local.
  • Estabeleça limites rígidos de capacidade no local de trabalho e restrinja drasticamente a entrada de pessoas
  • Disponibilize produtos de desinfecção nos ambientes e treine seus colaboradores para fazer a limpeza do ambiente e do material de trabalho
  • Ofereça condições especiais de atendimento e segurança para pessoas em condição de vulnerabilidade – idosos, portadores de deficiência e gestantes
  • A desinfecção de ambientes deve ser adotada como rotina de trabalho por todos
  • Condicione o acesso ao uso obrigaório de máscaras faciais no ambiente de trabalho. Subsidie a compra de máscaras para seus colaboradores
  • Providencie “kits de trabalho seguro” – máscaras, desinfetantes, luvas, cartilhas de segurança – e reforce o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)
  • Os EPIs devem garantir a segurança dos colaboradores de acordo com o risco da sua atividade. Consulte manuais técnicos
  • Na volta ao trabalho, amplie a cobertura de planos de saúde e ofereça programas e facilidades para acesso a serviços de Saúde Mental.
  • Mantenha profissionais da área da Saúde Mental à disposição de colaboradores por meio de canais online para aconselhamento e terapia por tele-presença

No Trabalho

  • Além de estabelecer a separação física no ambiente de trabalho, estabeleça também a separação no tempo. Crie horários diferentes entre as jornadas para reduzir a presença e facilitar os acessos
  • Elimine interações presenciais durante as trocas de turno, utilizando video conferência para onboards e passagem de briefings
  • Realize transmissões por vídeo conferência para eliminar as reuniões
  • Reduza o tempo de operação para inserir a desinfecção do ambiente na rotina
  • Promova campanhas visuais com orientações de hábitos de higiene, limpeza e saúde. Procure reforçar em áreas de destaque a responsabilidade de todos em relação aos protocolos de segurança
  • Garanta que todos os profissionais tenham seus EPIs desinfectados ao final do dia, e que esses equipamentos não sejam compartilhados entre os colaboradores

Reorganize a distribuição de espaços para que mesas e estações de trabalho possilitem a manutenção de 2 metros entre um colaborador e outro

  • Separe os setores com barreiras físicas mantendo o distanciamento de 3 metros entre estações de trabalho e áreas de fluxo de pessoas – corredores e zonas de acesso
  • Use a sinalização visual para proibir o acesso às zonas – call center, refeitórios, banheiros, áreas de acesso – sem desinfecção
  • Adote a cultura “remote first“, realizando reuniões por vídeoconferência com estrutura adequada. Crie um time para gerir e facilitar as reuniões remotas. Documente tudo e evite conversas paralelas a menos que também sejam documentadas
  • Separe grandes times operacionais em grupos menores e evite a troca entre os membros dos times e o contato entre os grupos. Durante troca de turnos, ofereça espaço de tempo para desmobilização e desinfecção
  • Em canteiros de obras, disponibilize área de desinfecção, dispensers para EPIs e mantenha equipamentos de trabalho limpos e desinfetados
  • Utilize tecnologia UV para desinfetar elevadores e salas

No comércio, estabeleça a via de único sentido nos corredores para evitar que os clientes caminhem me direções opostas – comunicação visual

  • Desencorage o toque em vidraças, mostruarios e a experimentação de produtos. Suspenda a devolução e troca de produtos
  • Adote o uso de termômetros infravermelhos e deixe os equipamentos de medição à mostra para incentivar o teste de temperatura
  • Estabeleça a cultura ou política da estação de trabalho limpa para facilitar as desinfecção diária
  • Cancele todas as atividades presenciais desnecessárias e digitalize por vídeo todas as funções possíveis de atendimento e recepção
  • Crie pequenos intervalos para desinfecção para evitar aglomerações na rotina de higienização e mantenha produtos sempre à disposição
  • Busque maneiras de medir a aderência às políticas de segurança e combate à pandemia – QR codes. Identifique colaboradores desengajados e risco de transmissão
  • Dê ênfase aos serviços de limpeza, torne-os mais aparentes e reforce o cuidado com superfícies e espaços de uso comum. Utilize tapetes sanitários nas entradas

Promova a cultura de responsabilidade mútua para que todos sintam-se responsáveis pelo bem da comunidade e troquem informações sobre a saúde, segurança e boas práticas  de combate à pandemia da Covid19

  • Atualize e flexibilize a política de afastamento e compensação por motivo de doença. Crie condições específicas para este período
  • Proíba viagens desnecessárias e estabeleça uma politica rígida, mesmo que para deslocamentos intermunicipais
  • Instrua os colaboradores a voltarem direto para casa sempre que for necessário realizar atividades externas. Eles não devem retornar para a empresa

Espaços Compartilhados

  • Mantenha um funcionário, time – ou contrate uma empresa terceirizada – responsável por realizar relatórios de campo, observar a aplicação das normas e promover melhoria contínua nas condições de segurança
  • Retire de circulação equipamentos de uso comum que exigem contato físico – cafeteiras e bebedouros, por exemplo. Ofereça alternativas que não necessitam de toque
  • O uso de áreas comuns de serviço – salas de reunião, por exemplo – devem passar agendamento, conter normas de uso e desinfecção obrigatória
  • Implemente tecnologia de controle por movimento para reduzir a necessidade de acionamento pelo toque
  • Inspecione e garanta a qualidade dos sistemas de ar condicionado adicionando filtros de mais qualidade
  • Se possível, desligue os aparelhos de ar condicionado e aumente a circulação de ar abrindo janelas e passagens
  • Crie escalas de horários para almoço e pausas afim de reduzir aglomeração nas áreas comuns de refeitório, cafeterias e descanso

Substitua os serviços de buffet self-service por refeições individuais embaladas. Outra opção são os foodtrucks

  • Remova todas as opções de condimentos compartilhados – molhos, guardanapos, porta copos e dispenser de utensílios
  • Crie canais abertos de comunicação e troca de experiências para compartilhamento de informações e sugestões de melhoria contínua
  • Promova hábitos pessoais de higiene, limpeza e saúde

banner do projeto reconecte convidando o leitor para acessar a pesquisa grauitamente

 

Essas medidas foram implementadas em diversas empresas de diferentes segmentos na China, EUA, Coreia do Sul e países europeus. Como dissemos no início do post, trata-se, na maioria dos casos, de intervenções que exigem investimento e adoção de tecnologia. Estes investimentos inviabilizam a aplicação de mudanças. Trabalhe com o conceito das medidas e seja criativo.

Outro aspecto importante que salta aos olhos é o quanto as estruturas convencionais de trabalho são frágeis e inseguras diante de uma situação como a que estamos enfrentando. Por outro lado no entanto, o estudo nos mostra o quanto podemos evoluir na promoção da saúde e, do cuidado e do respeito ao ser humano em ambientes de trabalho.

Acesse o relatório completo de medidas (em inglês) e o detalhamento de cada uma das práticas sugeridas. Planeje a volta ao trabalho com segurança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *