Gestão de RH para pequenas empresas

Gestão de RH para Pequenas Empresas: entenda a importância

A gestão de RH para pequenas empresas é um fator determinante para o desempenho das equipes e posicionamento da organização. Além de ser um bom lugar para as pessoas trabalharem, a empresa também colhe os benefícios de desenvolver seus colaboradores.

Por isso, se você ainda não tem um RH que trabalha com foco nas pessoas, é hora de começar a estruturar melhor esse departamento. Vamos refletir um pouco sobre isso? Vem com a gente!

O que é gestão de RH para pequenas empresas na prática

O pensamento de que o RH deve se resumir a acertar nas obrigações do departamento pessoal está obsoleto. É claro que boa gestão da folha de pagamento, dos direitos trabalhistas, das escalas de trabalho, das férias e assuntos relacionados são muito importantes, mas o RH estratégico cuida das pessoas, entendendo que cada colaborador importa, como pessoa e como parte da equipe.

A atitude de realmente gerenciar os recursos humanos é crucial para garantir o bem-estar da equipe. Isso também é bom para a reputação da marca, dentro e fora da organização.

Diferenciais da gestão estratégica de RH

O primeiro ganho importante de ter um RH organizado e de alta performance é o aumento da produtividade. Colaboradores bem gerenciados têm incentivo, orientação e ferramentas para entregar os melhores resultados.

A cultura organizacional é fortalecida, o engajamento da equipe aumenta, o recrutamento atrai os melhores profissionais e os talentos são retidos. Tudo isso impacta também nos resultados financeiros da empresa, já que os recursos estão sendo otimizados.

Como fazer gestão de RH em PMEs

O RH também cuida das obrigações do departamento pessoal. Então, todos os pontos devem estar bem executados, segundo as normas e atendendo os colaboradores. Muitas dessas ações também podem ter o olhar direcionado à necessidade das pessoas, como a definição de salários e benefícios, por exemplo.

Recrutamento e seleção

O recrutamento consiste na escolha dos locais de anúncio das oportunidades. Então, o RH deve analisar as fontes de potenciais talentos, publicando onde realmente é conveniente, como em plataformas online, redes sociais, revistas especializadas etc.

A diversidade e inclusão (D&I) também é função do RH. Então, as políticas de recrutamento e seleção devem ser planejadas, bem como as políticas e recursos na empresa para a garantia de um ambiente acolhedor e adaptável à necessidade de diferentes pessoas.

Análise de desempenho

A análise do desempenho é grande parte do trabalho do RH. Dentro desse contexto, o RH idealiza, aplica e aprimora planos de capacitação para a equipe. Há diversas formas de analisar o desempenho. Há empresas que definem isso periodicamente, a cada semestre, por exemplo.

É possível aplicar uma autoavaliação, pedir a avaliação dos gestores e colegas de trabalho, gerando uma média avaliativa e separando momentos para dar feedbacks. Além disso, o RH também deve se encarregar de criar um plano para auxiliar os colaboradores a melhorar seus pontos fracos e explorar suas qualidades.

Controle dos indicadores

A gestão de RH para pequenas empresas deve ser apoiada em indicadores, absenteísmo, rotatividade, horas de ausência, custo do turnover, avaliação de aprendizagem, investimento em treinamentos etc. A partir dessas informações, a área tem condições de sugerir melhorias e aprimorar o setor constantemente.

Para ter todos esses benefícios e ter, de fato, o RH trabalhando para dar vantagem à empresa, você precisa de um setor muito bem estruturado e super profissional. A RHOPEN está pronta para ajudar nesse desafio: entre em contato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *